SECRETARIA DE ESTADO DE FAZENDA E PLANEJAMENTO
ATUAÇÃO
 
INCLUSÃO DIGITAL
Voltar

1. INTERNET COMUNITÁRIA

 

O Proderj disponibiliza 69 Centros de Internet Comunitária (CICs) distribuídos na capital, região metropolitana e interior do Estado do Rio de Janeiro, que atendem a população de diversos municípios como, por exemplo, Araruama, Barra do Piraí, Campos dos Goytacazes, Engenheiro Paulo de Frontin, Laje do Muriaé, Mangaratiba, São Gonçalo, São João de Meriti, Teresópolis e Volta Redonda, entre muitos outros. Os CICs são laboratórios de Inclusão Digital com acesso gratuito à Internet que são para a população uma importante ferramenta de Inclusão Social para o cidadão fluminense.

 

O projeto do Governo do Estado criado pelo Proderj tem o objetivo de melhorar a qualidade de vida da população através da inclusão digital. Nos Centros de Internet Comunitária, que possuem um laboratório de informática e instrutores capacitados treinados pela autarquia, o Proderj oferece à população acesso livre à Internet e aos serviços públicos online disponíveis no “Portal do Governo”, endereço eletrônico do Governo do Estado do Rio de Janeiro (www.rj.gov.br).

 

Muitos deles também oferecem, gratuitamente, treinamentos de alfabetização digital, Módulo I (1ª inclusão), Módulo II (avançado) e Inclusão Digital Sênior. No Módulo I, o cidadão tem a oportunidade de conhecer noções básicas sobre o computador (hardware), editar textos e criar planilhas. Já no Módulo II, o cidadão aprende como acessar a Internet, as redes sociais e a criar e-mails. O treinamento de Inclusão Digital Sênior engloba os módulos I e II e é destinado a turmas exclusivas para a Terceira Idade.

 

2. LIBERDADE DIGITAL

 

Criado pelo Proderj, em parceria com o DEGASE (Departamento Geral de Ações Socioeducativas) e a ONG Rio Solidário, o projeto tem o propósito de beneficiar, através da Inclusão Digital, jovens em conflito com a lei. Eles cumprem medidas socioeducativas em sistema de internação, semiliberdade e liberdade assistida nas instituições do DEGASE. Através da iniciativa, eles têm acesso a um ambiente de aprendizado da informática, o que contribui para a formação e recuperação social desses jovens que, no futuro, são reintegrados à sociedade e inseridos ou realocados no mercado de trabalho.

 

O projeto é realizado em três unidades, no Centro da Capacitação Profissional (CECAP), na Ilha do Governador, no Centro Integrado de Atendimento (CAI), em Belford Roxo e no Educandário Santo Expedito (ESE), localizado em Bangu.

 

Nas Oficinas de Informática, é possível aprender a utilizar diversas ferramentas em aulas sobre os seguintes módulos: Windows, Word, Excel, Internet, Power Point e Windows Movie Maker. Essas oficinas acontecem nos laboratórios de informática e coube ao Proderj providenciar a infraestrutura de rede lógica com o link de internet e também capacitar instrutores e coordenadores, seguindo a metodologia do projeto.

 

A Oficina de Apoio e Inclusão Digital se destaca pelo objetivo de auxiliar jovens com dificuldades de leitura e escrita. Além dos jovens em conflito com a lei, a iniciativa também atende aos alunos da Rede Pública de Ensino do entorno do CECAP - Ilha do Governador, aos funcionários do DEGASE (Inclusão Digital de Funcionários) e familiares dos internos (Inclusão Digital Familiar).

Tecnologia PRODERJ - Todos os direitos reservados